Chakras,  Meditação

Manipura, o Chakra do Plexo Solar

Hoje vamos dar continuidade ao tema dos chakras, com Manipura. Os artigos anteriores encontram-se em “Artigos Relacionados” no final deste artigo.

Manipura, é o 3º chakra, chakra do plexo solar. Partilho também umas dicas e uma meditação para este chakra.

Imagem daqui

Manipura: mani = “jóia” + pura = “lugar”

  • Elemento:  Fogo.
  • Cor: Amarelo.
  • Mantra: Ram
  • Sentidos: Visão.
  • Glândulas: Pâncreas.
  • Localização: Plexo solar.
  • Função: Permite-nos desenvolver a nossa personalidade e reforçar a nossa auto-estima
  • Cristais associados: Citrina, Turmalina amarela, Topázio dourado, Opala.
  • Essências florais: Hortelã, menta, camomila, canela, gengibre
  • Óleos essenciais: Limão, sândalo, cúrcuruma (açafrão-da-terra)
  • Nota musical: Ré.
  • Partes do corpo associadas: sistema muscular e pele; abdómen, estômago, fígado, sistema digestivo, sistema nervoso central, pâncreas e bexiga.

Este chakra localiza-se na zona abdominal superior ao umbigo, onde termina o diagragma.  Considera-se que é neste centro energético que se forma a identidade.

Manipura em Equilíbrio

O Manipura representa a mente racional, e representa o poder que existe em cada um de nós, a vontade e a assertividade. Está associado à auto-estima, identidade pessoal e social, propósito de vida, vontade individual, digestão e metabolismo (ver aqui artigo sobre o agni – fogo digestivo). É considerado responsável pela habilidade comercial, e está envolvido, como já referi, na nossa capacidade de ser assertivos. Pessoas com este chakra em equilíbrio normalmente possuem grande capacidade de liderança, não envolvendo apenas os outros mas também a si mesmas.

É através deste chakra que nos relacionamos activamente com o mundo e com os outros, e estabelecemos os relacionamentos emocionais. Quando em equilíbrio, sentimo-nos livres para escolhermos o nosso caminho, sentimo-nos felizes pelos objectivos que atingimos, sabemos onde vamos e como chegar lá.

Também é em Manipura que se encontra a capacidade de lidar com as situações, a forma como “digerimos” as coisas que nos acontecem na vida (podemos também aqui relacionar com agni). É a capacidade de nos defendermos e nos afastarmos das coisas que já não funcionam para nós. É a capacidade de nos sentimos fortes, merecedores de respeito e amor.

Uma pessoa com Manipura em equilíbrio é bem-humorada, respeita as emoções dos outros e a natureza, é capaz de enfrentar desafios, e tem um grande sentimento de auto-aceitação.

Manipura em Desequilíbrio

Há dois pólos: quando em excesso, pode trazer autoritarismo e controlo excessivo sobre o ambiente e as pessoas; e quando em déficit, traz falta de amor próprio, falta de iniciativa e irresponsabilidade.

A pessoa pode tornar-se manipulativa, e até ter atitudes de abuso de autoridade ou poder. Pode existir a criação de planos ou muitas ideias, mas não encontra forma de os concretizar. A capacidade de expressão pessoal fica afectada, e a pessoa pode manifestar comportamentos de agressividade, rigidez ou comportamento controlador, ou então tornar-se emocionalmente dependente, com baixa auto-estima, e com sentimentos de incapacidade de trabalhar para os seus objectivos, podendo atingir a depressão.

Quando em déficit, leva a uma baixa auto-estima, falta de vontade e passividade, falta de auto-disciplina, frieza, crença de que é uma vítima das situações, culpabilizando dos outros pelo que acontece, e a digestão é fraca. A falta de capacidade para ter iniciativa, procurando formas de atingir os seus objectivos, é, em parte, pela falta de auto-confiança, ao medo de correr riscos, medo de falhar, ser alvo de críticas.

Algumas particularidades do excesso são comportamentos agressivos, necessidade de dominar e de controlar, comportamentos e discurso manipulativos, arrogância, comportamentos de competição pouco saudáveis.

Podem surgir, em ambas as situações, problemas digestivos, como má absorção de nutrientes, prisão de ventre ou síndrome do cólon irritável. Outros problemas sugestivos de aparecer numa pessoa com este chakra em desequilíbrio são úlceras gástricas, diabetes, problemas no pâncreas, no fígado e no cólon, e ainda distúrbios alimentares.

Equilibrar Manipura

Dos 7 chakras, este é um dos mais complicados de equilibrar. Aqui ficam algumas dicas para equilibrar este chakra, incluindo uma meditação.

Imagem daqui

  • Faz algo novo e diferente do que costumas fazer.
  • Sê mais espontâneo, assume riscos.
  • Fortalece o teu fogo digestivo (agni):
    1. Evita bebidas frescas ou com gelo;
    2. Bebe chá de gengibre antes das refeições;
    3. Evita as comidas picantes se o teu biótipo for Pitta;
    4. Enquanto comes, bebe pequenos goles de água, evitando álcool, sumos e refrigerantes (beber muitos líquidos enquanto comes tende a diluir os sucos digestivos, enquanto que o álcool promove o excesso de acidez);
    5. Deixa o estômago descansar entre refeições; os petiscos frequentes ao longo do dia não permitam que o agni se restabeleça.
  • Repete afirmações positivas relacionadas com este chakra, como “eu amo-me e aceito-me”, “eu defendo-me e às minhas opiniões”, “sou merecedor de amor, respeito e bondade”, “eu estou orgulhoso com o que concretizei”, “eu escolho relações saudáveis”, “eu dirijo a minha vida”, “eu sou livre de escolher em qualquer situação”, “estou em paz comigo”
  • Utilização dos cristais mencionados no início do post.
  • Reiki, como sempre.
  • Yoga, com posturas adequadas para este chakra.
  • Utiliza roupa, acessórios ou decorações de cor amarela.
  • Passa tempo com pessoas de quem gostes, em sítios que gostes.
  • Aumenta a tua confiança fazendo algo que gostas e para o qual tens talento, e se te sentires à vontade até podes partilhar com os outros, ou ensinar alguém.
  • Ao fim de cada semana, faz uma lista do que conseguiste atingir, não importa quão pequeno possa parecer.
  • Arranja um tempo para te desligares das tecnologias e te conectares com a Natureza; tenta fazer isso pelo menos uma vez por semana, por umas horas.

 Meditação

Deixo-vos aqui uma meditação que utilizo para este chakra.

As mesmas instruções das meditações anteriores: senta-te na margem de uma almofada, cobertor ou yoga brick, ou até no chão, na posição de lótus, semi-lótus ou de joelhos, o que for mais confortável para ti. Junta as mãos com os dedos esticados, palmas das mãos e dedos a tocarem-se e a apontar para a frente, mas cruza os polegares; posiciona-as na zona do plexo solar, com os pulsos a apoiarem no corpo.

Fecha os olhos e respira lentamente pelo nariz. Assegura-te que estás confortável , e faz os ajustes necessários.

Visualiza um fogo transformador, que queima aquilo que já não é necessário, tocando todas as esferas da tua vida, desde o físico ao emocional. Queremos que este fogo queime, mas não em excesso. Coloca aí a tua intenção.

Imagina e procura sentir uma bola de luz amarela na zona do plexo solar e mantém-te conectado com essa sensação durante o tempo que quiseres.

Depois, imagina que essa bola a transformar-se numa chama. Esta chama tem fogo transformador, e, à medida que vai ardendo, queima aquilo que já não te faz falta, os pensamentos negativos, os bloqueios, vai crescendo a cada inspiração, e tornando-se forte. Não precisa ser um grande fogo, apenas aquele cuja forma e tamanho te deixam com uma sensação de conforto, sabendo que não te vai fazer mal, mas antes “queimar” o que não te faz bem.

Quando estiveres preparado, traz-te, lentamente, outra vez para aquela bola amarela inicial na zona do chakra. Conecta-te novamente com a sensação da sua presença ali. Imagina a luz a projectar-se para a frente e para trás a partir de Manipura, e a crescer, até preencher todo o teu corpo.

Devagar traz a tua atenção para o que te rodeia. Finaliza com o mantra Ram três vezes, com uma inspiração profunda entre cada entoação. Por um momento, enumera e vizualiza alguns dos bons momentos da tua vida, e deixa-te invadir pelas sensações positivas que isso te transmite. Gosto de realizar esta última parte enquanto saboreio um chá de camomila.

Espero que gostem 🙂

~ Om Shanti


Leave a Reply

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

%d bloggers like this: